De olho nos rivais – Sesi Franca

Todo o inicio de temporada quem acompanha a bola laranja sempre fica naquela expectativa de saber como estão os elencos dos principais rivais do seu time do coração nas principais competições que o clube estará disputando em quadra. Pensando exatamente nessa ansiedade do torcedor e até para dar uma informação inicial sobre esse panorama, o Garrafão Rubro-Negro faz a estreia da série “De olho nos rivais”, na qual irá a cada capítulo abordar os principais concorrentes brasileiros e internacionais do Flamengo nessa nova temporada.

Na estreia da série iremos falar como está o elenco do Sesi Franca, atual campeão do NBB, para essa nova temporada.

Franca mantém 90% do elenco campeão brasileiro, mas perde um talentoso armador na rotação

Georginho, David Jackson, Jonathan Luz, Lucas Dias e Lucas Mariano – o quinteto titular que estava na ponta da língua do torcedor francano e que deu trabalho aos adversários no NBB da temporada passada está todo mantido para essa temporada. Além deles, outros nomes importantes permanecem no plantel francano como o argentino Santiago Scala e o jovem pivô Marcio Henrique. Todos seguem sendo comandados pelo técnico Helinho.

As baixas da temporada passada foram o norte-americano Chris Ware, esse nem dá pra falar que é uma ausência sentida ainda mais pela pouca minutagem que teve dentro do NBB, e do armador Adyel Borges. Esse sim pode se afirmar que é uma baixa importante no contexto da rotação e de quanto ele foi importante nos playoffs do NBB passado. Contra o Flamengo, Adyel soube ser importante nos dois jogos iniciais da final, sempre propondo algo novo e tendo a personalidade para concluir as jogadas. Vale destacar que o jogador saiu de Franca em comum acordo e está defendendo o Paulistano nessa nova temporada.

Franca tentou contratar um nome estrangeiro nesse inicio de temporada, mas como a negociação não chegou a um final feliz, a diretoria francana resolveu aguardar o desenrolar da temporada. Franca fez algo inédito na janela de transferências, contratou ninguém nesse começo de temporada e optou por dar uma minutagem maior nesse momento aos jovens da base.

De Reynan a Du Klafke – a base francana sendo valorizada com uma maior minutagem

É fato que Franca sempre teve um bom e importante trabalho na base e revelou jogadores que viraram grandes nomes do basquete brasileiro. E essa nova safra da sua base podemos dizer que essa tendência continua. Du Klafke, Edu Marilia, Marcio Henrique e Reynan – são jovens de enorme potencial, mas assim como jogadores dessa faixa etária irão oscilar positivamente e negativamente em quadra. Tudo isso faz parte do processo de maturação profissional que eles terão pela frente.

Reynan foi eleito para o quinteto ideal da Copa América Sub-18

E esse processo de amadurecimento técnico, físico e tático dessa juventude pode ser um dos pontos que pode gerar uma oscilação no rendimento de Franca em determinados jogos na temporada. Colocar toda uma pressão em cima da garotada em jogos de peso grande, pode nem sempre ter o resultado esperado e aí é o risco que a diretoria de Franca se propõe e os adversários mais diretos como o Flamengo acabam por agradecer.

A necessidade de se reinventar e evoluir no seu bom sistema de jogo em quadra

Franca teve uma intensidade coletiva que acabou tendo todos os méritos na conquista do último NBB. O desafio grande para o elenco que foi praticamente todo mantido é dar continuidade a essa intensidade e principalmente saber se reinventar em algumas jogadas ou leitura de jogo. Seguir a risca tudo que foi feito na temporada passada pode ser o perigo de a jogada ficar tão marcada e obvia para os adversários que podem acabar virando uma dor de cabeça quando tiver pela frente um time de maior qualidade técnica.

Claro que pela continuidade do quinteto titular e alguns nomes importantes do banco, Franca larga a frente tanto do Flamengo como outros times que investiram bem nessa nova temporada como Minas e Corinthians. Mas é errado o torcedor e fã de basquete acreditar fielmente que Franca é um elenco imbatível e que varrerá tudo que disputar.

O Garrafão Rubro-Negro nos próximos capítulos dessa série irá mostrar os outros grandes concorrentes do Flamengo na temporada e na próxima semana trará uma análise inicial do novo elenco do orgulho da nação e o quanto de fato ele tem potencial para bater de frente com Franca e os demais times – essa competividade não no espelhamento frio das posições em quadra, mas pela variação tática que poderão ser utilizadas.

O Garrafão Rubro-negro precisa da sua assinatura para continuarmos a nossa cobertura do orgulho da nação. Faça sua assinatura a partir de 10 reais por mês. Conteúdos exclusivos e sorteio de camisas oficiais, casuais e par de ingressos durante a temporada.
Apoia-se – apoia.se/garrafaorn
Pic Pay – @GarrafaoRN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.