Gustavo De Conti analisa a importância do período de treinamentos antes da Copa Super 8

Faltando poucos dias para o duelo contra o Sesi Franca pela Copa Super 8, o Flamengo segue sua rotina de treinamentos no Rio de Janeiro visando chegar da melhor maneira para o torneio. O Garrafão Rubro-Negro entrevistou com exclusividade o técnico Gustavo De Conti que falou sobre esse período de treinos, o esquema de jogo da equipe no turno do NBB e fez uma projeção para a sequência da temporada.

Gustavo De Conti – treinador

Como você avalia a importância desse periodo de treinamentos sem jogos no inicio de 2021? Podemos falar que acaba sendo um momento importante nessa temporada tão atípica?

Sim. Tempo para treinar sempre é bom, pois podemos colocar as partes física, técnica e tática em ordem. Em uma temporada com tantas viagens e tantos jogos em sequência, esse período de treinos vale ouro.

Falando um pouco do sistema que o Flamengo apresentou no turno do NBB. A equipe foi uma das que mais apostou e arriscou no volume de três pontos. Nas derrotas para São Paulo e Corinthians, o time teve um baixo aproveitamento nos três pontos e isso foi um dos fatores que acabou contribuindo com a derrota. Você acredita que esse sistema de jogo ofensivo pode ter ajustes até o final da temporada ou essa é de fato uma identidade desse elenco dessa temporada?

Esse assunto é muito interessante, pois vejo muitas críticas infundadas quando perdemos jogos, porém, nós da CT estudamos muito essa questão dos 2 pontos, há muitos anos. Muito estudo mesmo, teórico e prático, e acreditamos muito nas bolas de 3 pontos, com muita convicção e embasamento. Matematicamente falando, está provado e comprovado que a bola de 3 pontos tem um peso decisivo no basquete hoje, seja na NBA, na Europa ou no Brasil, e não por coincidência, tivemos sucesso e muitos títulos nos últimos anos, praticamente dominando os campeonatos, jogando dessa forma, desde a época do Paulistano.

É claro que não podemos ser totalmente dependentes das bolas de 3 pontos, por isso procuramos jogar em velocidade, para ter bandejas e cestas fáceis no ataque, entre outras alternativas. Além disso, investimos muito na defesa, sendo a melhor defesa do NBB até agora, assim como fomos a melhor defesa na BCLA da temporada passada também.

Na derrota para o Corinthians, por exemplo, tentamos mais bolas de 2 pontos do que de 3, o que não é normal para nossa equipe. Arremessamos acima da nossa média no NBB para 2 pontos, e abaixo da média nos 3 pontos, ou seja, tentamos outras alternativas ofensivas, fora das bolas de 3, mas realmente naquele jogo a equipe não funcionou como um todo, em termos de aproveitamento nos arremessos. Não podemos aceitar isso. Corrigir e melhorar sempre.

Sobre o formato da Copa Super 8. A questão de ser realizado em uma sede fixa e “neutra” em razão ainda da pandemia até que ponto ela equipara todas as equipes da disputa ou podemos dizer que tanto Minas e Flamengo tem um pequeno favoritismo para chegarem a grande decisão?

Acho que não equipara não, e tenho batido muito nessa tecla na temporada. Não reclamo, pois só de estarmos jogando e trabalhando, em uma temporada tão especial como essa com relação à pandemia, já tenho que agradecer, porém, tecnicamente falando, o grande beneficiado em primeiro lugar é o Paulistano, pois jogará em casa. Em segundo, as equipes de SP, pois não farão viagens, deslocamentos, diminuindo o desgaste físico e os riscos com a COVID. Além disso, ficarão em suas casas, com suas famílias, treinarão nas suas quadras e academias, com preferência em horários e logística, enquanto as equipes de fora de SP ficarão concentradas em hotéis, fora de casa, com horários de treinos dependentes da sede.

Fora tudo isso, vejo o Minas como favorito, pois ficou em primeiro lugar e está há 14 jogos invicto. O Flamengo sempre entra nas competições com condições de ganhar e, principalmente, com gana de título, mas estamos cientes que teremos que fazer uma semana de basquete com muito alto nível para ganhar o Super 8.

Para encerrar, falta menos de um mês para o inicio de mais uma edição da Champions League Américas, a competição novamente será a grande prioridade do Flamengo nessa sequencia da temporada ou por ser uma temporada atípica não terá como preservar jogadores no NBB para a Champions como aconteceu no ano passado? Nossa prioridade são todas as competições. Pensamos campeonato a campeonato e jogo a jogo. Agora estamos 100% mergulhados no Super 8. A CT já vai preparando os jogos que vêm na sequência e, consequentemente, a BCLA 2, mas nesse momento, o foco é no próximo jogo. Sobre o revezamento, nosso elenco é longo e, apesar das lesões, cansaço, COVID, estaremos sempre com uma equipe competitiva em qualquer competição estivermos jogando.

ASSINE O GRN – O GARRAFÃO RUBRO-NEGRO PRECISA DA SUA ASSINATURA NO PIC PAY OU NO APOIA.SE (HTTPS://APOIA.SE/GARRAFAORN), A PARTIR DE 10 REAIS, PARA CONTINUAR EXISTINDO E DAR CONTINUIDADE AO SEU TRABALHO JORNALÍSTICO INDEPENDENTE. E AJUDANDO O GARRAFÃO, UM DOS BENEFÍCIOS É VOCÊ CONCORRER A UMA CAMISA OFICIAL E CASUAL NO FINAL DA TEMPORADA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.