Garrafão Solidário – Basquete Cruzada e a campanha para ajudar os moradores em tempos de Covid-19

O esporte sempre pode servir como instrumento de inclusão aos jovens por todos os locais no Brasil. Nesse momento de pandemia global da Covid-19, os projetos sociais ligados ao esporte têm sofrido o impacto na obtenção de recursos para a manutenção das suas atividades como também os jovens que fazem parte deles acabam por assistir seus familiares necessitando a doação de alimentos e produtos de higiene. O blog Garrafão Rubro-Negro apresenta a coluna “Garrafão Solidário” na qual irá apresentar projetos nas próximas semanas com o objetivo de dar uma força a eles nesse momento tão complicado em virtude do coronavírus.

Na estreia da coluna, o blog abre seu espaço buscando dar uma ajuda ao Basquete Cruzada, projeto social localizado na Cruzada São Sebastião, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Wagner Silva – projeto Basquete Cruzada

O impacto da Covid-19 no projeto e a paralisação das atividades do Basquete Cruzada

“A gente estava fazendo as atividades normais do projeto ligadas ao esporte. E também já tínhamos iniciado as atividades voltadas e educação e cultura, já tínhamos começado as aulas de teatro.  E a nossa ideia era fazer um pró-técnico para a molecada. Em razão dessa pandemia global tivemos que parar e quando começou esse isolamento social, a gente recebeu mensagens de famílias ligadas ao projeto precisando de ajuda, pois muito deles trabalham no comércio ou trabalham informalmente. E de cara assim percebemos que o problema ao longo das semanas era muito maior do que imaginávamos. E percebemos que o problema não era somente na comunidade da Cruzada, mas também nas diversas comunidades do Rio de Janeiro.”

As primeiras doações que surgiram e a necessidade de continuar essa corrente de solidariedade

“ Nós arrecadamos cestas básicas e distribuímos. Tentamos encontrar e comprar álcool em gel no começo da pandemia e não conseguimos encontrar em lugar nenhum.  E dentro da comunidade a gente percebeu que a necessidade por uma cesta básica era maior do que o álcool em gel. As pessoas não tinham o que comer. A gente fez uma parceria com Jonathan Azevedo e a Roberta Rodrigues que fazem parte do Vidiga na Social que é outra ONG localizada no Vidigal. Unimos as forças e tentamos arrecadar dinheiro para comprar cesta básica para ajudar essas famílias. Tentamos fazer um cadastro das famílias, na Cruzada é mais fácil, pois são 10 prédios. Já no Vidigal e na Rocinha tem uma maior dificuldade de fazermos isso pois são territórios muito grandes para fazermos um cadastro.”

O cadastro social dentro do Basquete Cruzada e uma maior transparência sobre as doações que são feitas

“O cadastro social já era um registro que a gente faz dentro do projeto e ampliamos para a comunidade. O cadastro do projeto a gente tentar entender o atleta e como a família dele é composta. E trabalhamos dentro da dificuldade de cada atleta. No momento a gente tem 354 famílias cadastradas no Basquete Cruzada. A ideia é a gente cadastrar todas as famílias da Cruzada São Sebastião e através disso termos um perfil dos moradores e passar a desenvolver um projeto futuro em cima disso.”

As arrecadações diminuíram com o passar do isolamento social no Rio de Janeiro

“ A gente já está nesse período grande de isolamento e podemos constatar com o passar das semanas numa queda nas arrecadações. Eu até entendo, pois, as famílias que doam estão com medo e receio de doar nesse momento pois não sabem a dimensão economia pós pandemia. Tivemos a participação e doações de algumas empresas, isso foi bem interessante. Se a gente tivesse e dependesse somente do governo nada iria acontecer. O Basquete Cruzada teve e tem um papel fundamental dentro da comunidade e estendemos a nossa ajuda para o Favela Ação que é da Rocinha.  A gente não está aqui para resolver o problema. E sim estamos buscando minimizar esse problema dessas pessoas. E quem puder ajudar nas doações, eu agradeço”

Magno Faria, atleta do Flamengo na categoria Sub-19 e conhecedor desse projeto social, fala da importância dessa campanha de solidariedade do Basquete Cruzada

Primeiramente, Magno, com você analisaria a importância do Basquete Cruzada na sua carreira e como ele te ajudou a chegar no Flamengo?

“O Basquete Cruzada é um projeto de extrema importância na minha carreira porque foi lá que tudo começou. Lá eu dei meus primeiros arremessos e minhas primeiras bandejas, nosso Coach Wagner e o assistente Ítalo me ajudaram muito nos treinos durante as férias e finais de semana, sempre exigindo meu máximo e, assim, me ajudaram a chegar no Flamengo em um bom nível e sendo destaque nas categorias de base. Sou extremamente grato ao Basquete Cruzada e ao Wagner e ao Ítalo por fazerem parte da minha carreira no basquete!”

Magno Faria no Basquete Cruzada em 2015. Ele que tem uma gratidão eterna ao projeto.

E como tu descreveria a ação de solidariedade que o Basquete Cruzada vem fazendo para ajudar a comunidade nesse momento de pandemia? E qual mensagem você deixaria para incentivar as pessoas a apoiarem essa ação?

“Uma ação de extrema importância! Nesse momento difícil em que muitas pessoas da nossa comunidade estão sem emprego e precisando de alimento em casa, o Basquete Cruzada chega com o que essas pessoas precisam e é uma ajuda enorme, sem contar que é muito gratificante pra nós ver as pessoas agradecendo pelo que estamos oferecendo a elas. Pra vocês que estão nos ajudando com doações, trabalho voluntário ou qualquer outro tipo de ajuda, eu, em nome do Flamengo e do Basquete Cruzada, só tenho que agradecer muito vocês! Vocês estão nos ajudando a colocar comida na mesa de mais de 150 famílias! Têm noção da importância da ajuda de vocês? Então obrigado de verdade e, por favor, não parem de nos ajudar por que nós precisamos de vocês, família.”

Faça a sua doação e ajude o Basquete Cruzada nesse momento:

Banco Bradesco (237)
Ag: 1852
CC: 45073-1
Associação Basquete Cruzada
CNPJ: 34.989.240/0001-82

Conheça mais sobre o Basquete Cruzada

Instagram – https://www.instagram.com/basquetecruzada/

Facebook – https://www.facebook.com/Basquetecruzada/

Um comentário sobre “Garrafão Solidário – Basquete Cruzada e a campanha para ajudar os moradores em tempos de Covid-19

  1. Eu sinto muito orgulho da minha comunidade e agradecer a todos por estar fazendo apesar de não morar mais na Cruzada eu nasci aí é me criei eu era visinha Do Vagner bloco 5 apartamento 704 o vi criança sempre esforçado e focado nos seus objetivos e sempre carinhoso orgulho desse projeto de ver que os moradores pode contar com vocês que estão de parabéns

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.