Champions League Américas – as mudanças que podem ocorrer com o final da competição em setembro

O mundo ainda vive com a realidade dura de combate a pandemia do coronavirus e o esporte segue paralisado na América do Sul buscando preservar a saúde de todos os atletas e demais envolvidos na realização dos jogos.  A primeira edição da Champions League Américas não foi cancelada, a FIBA confirmou a realização da final com a participação do Flamengo para o mês de setembro.  O blog Garrafão Rubro-Negro destaca algumas mudanças que podem ocorrer com o adiamento da final e a realidade do Covid-19 os países finalistas nesse momento.

Temporada brasileira cancelada e a temporada argentina sendo concluída em setembro

Se no Brasil, o NBB foi cancelado em razão do aumento da curva de casos e mortes pelo coronavírus, na Argentina a definição acabou sendo diferente. A expectativa é pelo término da La Liga no mês de setembro com o torneio indo diretamente para os playoffs. Ou seja, existe uma boa possibilidade que o time argentino finalista tenha de fato boa parte do elenco para a disputa da grande final da Champions League Américas.

Elencos dos finalistas podem sofrer o impacto pela final da competição ser no inicio de uma nova temporada

Uma final com data atípica, mas totalmente justificada em razão da pandemia. Mas essa decisão sem dúvida nenhuma deverá ter algum impacto nos elencos finalistas. Fato que teremos modificações no elenco do Flamengo e do finalista argentino – Quimsa ou San Lorenzo – e a certeza que essas modificações irão ser reflexo de uma nova realidade do esporte, mas isso não quer dizer que esses clubes irão despencar de nível técnico. A tendência é que a criatividade e uma análise maior de mercado e também uma boa conversa entre os jogadores do elenco da temporada passada permitam a essas equipes continuarem sendo as principais potencias do basquete dentro da América do Sul.

Todos os envolvidos no esporte, sejam jogadores, dirigentes terão que lidar com uma nova realidade de orçamento e fica a expectativa como será essa mudança dentro de quadra.

Fica evidente que os jogadores que não irão continuar nos finalistas terão seu reconhecimento pelos clubes na ajuda em toda a campanha e serão lembrados principalmente pelo clube que conquistar a competição.

O regulamento na inscrição de jogadores nacionais e estrangeiros da competição

O regulamento inicial da Champions League Américas estava previsto a mudança de jogadores inscritos até a fase de quartas de final, sejam eles nacionais ou estrangeiros. Vale a ressalta que o regulamento prevê a possibilidade de 4 jogadores estrangeiros, sendo 3 de fato podendo ser norte-americanos e 1 desses jogadores considerados como latinos. O regulamento não permite a inscrição de 4 jogadores norte-americanos.

A FIBA ainda não informou oficialmente quantas mudanças serão permitidas com a mudança da final para setembro. Como a decisão foi adiada por motivos que não são de responsabilidade da FIBA e nem dos clubes, as trocas deverão ser autorizadas, mas não a tal ponto que possa de fato descaracterizar por completo as fases iniciais do torneio.

O San Lorenzo recentemente sofreu uma sanção da FIBA e está impossibilitado nesse momento de inscrever novos jogadores estrangeiros em competições internacionais.  Cabe recurso e a conferir como será o desdobramento desse caso.

Espaço aéreo restrito na Argentina e a pandemia em sua pior fase no Brasil – os motivos da final no segundo semestre

A Argentina tem sido um dos principais países na América do Sul com melhores resultados no combate ao coronavírus. E uma das medidas adotadas pelo governo argentino foi a proibição de viagens internacionais até setembro. Algumas viagens até podem ser realizadas, mas o desembarque em solo argentino precisa ser autorizado por alguma Embaixada só é autorizado se houver uma pronta análise médica da pessoa antes de chegar a Argentina. Ou seja, nesse atual momento fica tudo mais complicado para se chegar a Buenos Aires ou a Santiago Del Estero para a conclusão da Champions League Américas.

No Brasil, o panorama já é outro. A capital do Rio de Janeiro com cada vez mais casos de coronavírus e consequentemente o número de mortes também vem crescendo. Nesse momento fica inviável pensar em esporte, a prioridade não poderia ser diferente, de salvar vidas e tentar combater ao máximo a pandemia.

A final em setembro e o que a FIBA projeta sobre o segundo semestre

Horacio Muratore, presidente honorário da FIBA, em entrevista a imprensa argentina afirmou que a entidade tem o objetivo de finalizar a competição na terceira semana de setembro, em um período de 8 dias, com os jogos na Argentina e no Rio de Janeiro. E a vontade da FIBA é iniciar a segunda edição da Champions League Américas na segunda semana de outubro.

E sem a descoberta de uma vacina ou um medicamento contra a Covid-19, os jogos da final devem ocorrer sem a presença de público no ginásio.

FINAL – Champions League Américas – em setembro, datas a serem definidas

Jogo 1 – San Lorenzo ou Quimsa x Flamengo

Jogo 2 – Flamengo x San Lorenzo ou Quimsa

Jogo 3 – Flamengo x San Lorenzo ou Quimsa

O blog Garrafão Rubro-Negro irá acompanhar de perto as novidades que poderão ser divulgadas nas próximas semanas sobre esse torneio. O esporte segue parado, a briga ainda é contra o vírus e a torcida que a realidade volte ao normal em breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.