Memórias GRN – Flamengo com virada épica na Argentina no Final Four da Liga Sul-Americana 2012

Com todo mundo em casa em razão da pandemia do coronavírus, o Garrafão Rubro-Negro passará a ter conteúdos especiais sobre o basquete do Flamengo nessas semanas e um deles será o Memórias GRN. Iremos relembrar duelos históricos do basquete do clube e fazer releituras de grandes jogos e para começar iremos falar sobre um jogo que ficou para a história da Liga Sul-Americana de 2012.

Liga Sul-Americana 2012 – Primeira rodada do Final Four

Peñarol 78 x 79 Flamengo

Épico. Só essa palavra para descrever o que foi a reação do Flamengo na abertura do Final Four em Corrientes, na Argentina. Depois de perder o primeiro tempo por 20 pontos, a equipe rubro-negra mostrou poder de reação, empatou a partida e conseguiu virar o jogo nos segundos finais. O primeiro tempo foi um show do time argentino, liderado por Facundo Campazzo e Marcos Mata souberam fazer a diferença no ataque e na defesa. E o Flamengo só acordou para a partida no segundo tempo e uma reação na base da raça e entrega defensiva em quadra. E contou com as excelentes atuações de Olivinha, Marquinhos para vencer a partida por 79 a 78.

Olivinha, do Flamengo, foi o cestinha do jogo com 23 pontos e 15 rebotes. David Teague foi o destaque do Penarol com 18 pontos.

A releitura desse jogo

O primeiro quarto resumiu muito bem o que representava na época a diferença entre o basquete brasileiro e o argentino. A consistência defensiva do Peñarol no primeiro quarto acabou fazendo grande diferença no placar da partida, além de apresentar um equilíbrio ofensivo com as jogadas tramadas por Facundo Campazzo e Marcos Mata. E o Flamengo só teve um certo equilíbrio dentro da partida nos quatro minutos iniciais, com os arremessos de Marquinhos, mas depois disso o time acabou se precipitando ofensivamente e teve a limitação de não contar com Caio Torres que ficou pendurado com 3 faltas pessoais somente no quarto inicial da partida. E para piorar o desempenho rubro-negro no quarto, nos segundos finais, o time acabou levando uma bela cesta de três de David Teague no estouro do cronometro: 29 a 17.

E o Penarol começou o segundo quarto como terminou o primeiro quarto, com uma outra cesta de três de David Teague. E o Flamengo não conseguia encontrar uma forma de sair da defesa imposta pelo time argentino. Com ataque inoperante em praticamente todo período, o Flamengo viu o Penarol se distanciar cada vez mais no placar, inclusive no momento que o time argentino estava com seus jogadores reservas em quadra. Na metade do quarto, a vantagem do time argentino estava em 20 pontos:40 a 20. E para a sorte rubro-negra, Olivinha acertou uma cesta nos segundos finais do primeiro tempo e a vantagem argentina permaneceu em 20 pontos, tudo graças a uma palavra – intensidade: 49 a 29.

O Flamengo no terceiro quarto mostrou que queria a vitória na partida de abertura do Final Four. E melhorou sua defesa e contou com o bom quarto de Olivinha e Marquinhos, conseguindo cortar a diferença do Penarol no decorrer do quarto. O nome do time argentino no terceiro período foi Facundo Campazzo que com bolas de três acabou ajudando a sua equipe a se manter na liderança com uma diferença de 10 pontos no placar: 66 a 56.

No último quarto, o Flamengo fez história na Liga Sul-Americana. Uma reação defensiva e sabendo dosar bem seu ataque, vale ressaltar que o time não acertou nenhuma cesta de três em toda a partida. E essa reação do Flamengo no último quarto tem um nome em especial, Caio Torres, como esse pivô fez a diferença no garrafão e ajudou o time rubro-negro no ataque. E o Penarol meio atônito dentro de quadra errou lances livres com os experientes Facundo Campazzo e Leo Gutierrez. E o Flamengo confirmou uma vitória épica no Final Four da Liga Sul-Americana.

Caio Torres fez a diferença no último quarto desse jogo histórico. (FIBA Américas)

Melhores momentos desse jogo épico pela Liga Sul-Americana em 2012

Seja assinante do Garrafão Rubro-Negro , ajude a manter o projeto, concorra a ingressos para os jogos do Flamengo no Rio de Janeiro e uma camisa oficial no final da temporada:

https://www.catarse.me/garrafao_rubro_negro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.