Obrigado, Kobe Bryant!

O basquete mundial desde o último domingo presta todas as homenagens possíveis para ao grande gênio Kobe Bryant. Essa lenda do esporte revolucionou o basquete dentro das quadras, mas também ser destacou pela sua grandeza fora dela. O blog Garrafão Rubro-Negro escutou integrantes do elenco rubro-negro sobre o legado deixado por Kobe Braynt para os fãs de esporte.

Leonardo Demétrio

“Ele é uma lenda. Foi um grande jogador. Um jogador hardwork, sempre gostava se doar um pouco mais e isso não somente no basquete. E esse é o legado que ele vai deixar para todo mundo, E isso para mim é o mais marcante da carreira do Kobe e acredito que para as demais pessoas também.”

Franco Balbi

“Acredito que todo mundo brinca com o basquete que fez ou diz que fará um movimento igual ou parecido ao que o Kobe fazia. Assistir o jogo de basquete dele me deixava muito feliz, ele era de outro nível. Ele mudou completamente o jogo depois do Michael Jordan. É uma perda muito grande para o basquete. Uma tragédia. E você viu que não somente os jogadores de basquete, mas quem gosta de basquete que assistiu ele de perto ou de longe ficaram comovidos com essa perda, acabou sendo algo muito pessoal para todos.  E para mim ele deixou um legado dentro de quadra, que foi uma mentalidade muito vencedora de nunca abaixar o braço, de sempre continuar lutando, se esforçando mais, para conseguir o máximo sempre.”

Gustavo De Conti

“Um cara muito especial. Foi um cara que começou no período da minha transição de jogador para técnico. Eu falei muito dele quando eu era treinador de categoria de base e ele estava no auge nos Estados Unidos. Eu dava muitos exemplos do Kobe, passei vários vídeos do Kobe para os meus jogadores. Foi um cara que veio junto com essa expansão de mídia e de internet. E ainda bem que veio um cara como ele.  Ele foi um cara que sempre deu exemplos positivos. Se viesse um cara que era top, mas que não treina, era só talento, talvez esse mau exemplo seria propagado. Ainda bem que veio ele com bons exemplos. A gente só tem a agradecer a ele e é triste perder uma pessoa com 4 filhas, 40 anos e não é a lei natural das coisas.”

O treinador rubro-negro lembrou um momento marcante que teve com Kobe Bryant

“Eu fui assistente do Kobe em uma oportunidade que ele esteve presente no Parque do Ibirapuera e eu estava com a seleção brasileira de novos. Ele estava no Brasil para fazer uma clinica da Nike e eu fiquei de assistente técnico dele. Era eu e o José Neto. A gente deu um treino no local, a Nike montou uma quadra no parque. Foi um momento bem bacana.”

Um registro desse encontro no parque do Ibirapuera.(NIKE)

Seja assinante do Garrafão Rubro-Negro , ajude a manter o projeto, concorra a ingressos para os jogos do Flamengo no Rio de Janeiro e uma camisa oficial no final da temporada:

https://www.catarse.me/garrafao_rubro_negro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.