Em Monterrey, Flamengo enfrenta o Fuerza Regia para confirmar seu favoritismo na Champions League Américas

O Flamengo voltará à quadra nessa quinta-feira querendo demonstrar que a perda do titulo para Franca na Copa Super 8 foi apenas um acidente de percurso nessa atual temporada. E o desafio do time rubro-negro será enfrentar o Fuerza Régia, atual campeão da Liga Mexicana, pelas quartas de final da Champions League Américas. O blog Garrafão Rubro-Negro aponta algumas curiosidades que mostram que o Flamengo terá todas as condições de sair do ginásio mexicano com uma vitória e quais as falhas que poderão ser exploradas do time do Fuerza Régia.

Um elenco que já comprovou nessa temporada o poder de reação após um resultado negativo em competições oficiais

O elenco montado pelo Flamengo nessa temporada já deu todas as provas que não se abala com as derrotas e sempre se fecha na partida seguinte em busca do resultado positivo. O time rubro-negro para alguns torcedores já desapontou quando perdeu no NBB para as boas equipes do Mogi e do São Paulo atuando como mandante no returno.

E o panorama no desempenho no jogo seguinte foi uma equipe focada e querendo comprovar toda sua qualidade técnica e tática em quadra, tanto é que no NBB, acabou como a melhor campanha do turno. E terminou como um dos times invictos na primeira fase da Champions League Américas.

A derrota no Super 8 foi dolorida ainda mais pela forma que ela ocorreu, mas caberá o time rubro-negro mostrar novamente esse retrospecto recente, de se inconformar com um resultado negativo, focar no coletivo e dar a volta por cima logo na Champions League Américas, o principal objetivo para essa temporada.

A experiência de Franco Balbi, Marquinhos e Olivinha nesse duelo contra o Fuerza Regia

A campanha rubro-negra até o momento na Champions League Américas contou com a boa eficiência do trio formado por Franco Balbi, Marquinhos e Olivinha. Os três nas partidas da fase de classificação acabaram por se destacar não somente pela capacidade de leitura de jogo coletivo e também pela frieza em saber decidir os jogos para o time rubro-negro na individualidade de certas jogadas.

E no duelo contra uma equipe completamente alternativa como a do Fuerza Régia, a individualidade desses jogadores pode ser a grande diferença para o Flamengo começar as quartas de final da Champions League Américas.

A estreia do armador uruguaio Panchi Barrera com a camisa do Flamengo

Um dos jogadores mais completos na história do basquete uruguaio na última década e com uma ótima leitura de jogo ofensivo – essas são as principais virtudes que o torcedor rubro-negro poderá acompanhar do armador Panchi Barrera a partir dessa quinta-feira. O uruguaio não pode atuar na Copa Super devido ao prazo de inscrições ter expirado antes da sua chegada na Gávea.  Panchi já treina com o time rubro-negro já faz 15 dias e tem todo o potencial para se confirmar uma peça importante para a sequência da temporada.

O armador uruguaio Panchi Barrera fará sua estreia com a camisa do Flamengo. (Paula Reis/Flamengo)

Zach Graham e a sua capacidade de crescer tecnicamente em quadra em competições organizadas pela FIBA

Até o momento, o norte-americano Zach Graham ainda não conseguiu manter a regularidade técnica que encantou torcedores do Aguada e do Guaros de Lara em temporadas recentes. Mas um jogador que já foi eleito MVP da Liga das Américas e de outras competições internacionais não tem como duvidar da sua capacidade de dar a volta por cima e em breve ele demonstrar toda essa versatilidade técnica em quadra.

E poderá ser exatamente ele um dos protagonistas do Flamengo nessa série contra o Fuerza Régia, ainda mais por ser um jogador muito competitivo e que sempre se cobra por melhores atuações.

Os caminhos do time rubro-negro para minar parte do jogo do time mexicano do Fuerza Régia

A marcação em cima do armador argentino Cristian Cortes durante os jogos

O armador Cristian Cortes mostrou na primeira fase da competição todas as suas qualidades no Fuerza Régia nos dois lados da quadra. As jogadas bem elaboradas ofensivamente e sempre ele tendo a liberdade para ter um bom aproveitamento nos arremessos de três. Como também sua boa leitura no jogo defensivo, o argentino se mostrou um verdadeiro “carrapato” na marcação e terminou como um dos principais lideres em roubadas de bola durante a etapa de classificação.

O Flamengo conseguindo reduzir a capacidade de Titi Cortes se sentir a vontade dentro de quadra nessa partida será um passo muito importante para conquistar a vitória.

O mapa de aproveitamento nos arremessos do argentino Cristian Cortes no último jogo do Fuerza Régia pela Champions League Américas. (FIBA)

Time mexicano é o que mais erra entre os times classificados para as quartas de final da Champions League Américas

O Fuerza Régia contou com o bônus de se classificar a fase de playoffs da Champions League Américas com uma equipe alternativa em quadra na primeira etapa da competição, mas também demonstrou ter o ônus dessa iniciativa da sua diretoria. O time mexicano mostrou que tem suas limitações táticas, muito em parte do desentrosamento da equipe, e é a equipe que mais comete erros durantes os jogos.

Durante a fase de classificação, o Fuerza Régia chegou a terminar partidas com 19 erros em quadra e terminou o grupo D com a média de 16 erros por partida. Enquanto o Flamengo é a equipe com o menor índice de erros para seus adversários na competição toda – apenas 9 por partida.

O time rubro-negro sabendo aproveitar os erros cometidos pelo Fuerza Régia poderá ter a construção de uma vitória com maior facilidade em Monterrey.

Uma jovem e promissora equipe do Fuerza Régia, mas que comete muitos erros durante os jogos da Champions League Américas. (FIBA)

A provável utilização do porto-riquenho David Huertas pela equipe do Fuerza Régia

A qualidade técnica de David Huertas é inquestionável, ainda mais pela atuação recente do jovem na Copa do Mundo de Basquete da China. Mas como todo jovem, Huertas demonstrou durante os últimos jogos da Liga Mexicana que ainda tem pontos no seu jogo defensivo que devem ainda serem melhorados. Faltas bobas e que as vezes acabam por prejudicar o sistema de jogo da equipe do Fuerza Régia. O Flamengo terá uma missão dura que será marcá-lo no ataque, mas em contrapartida poderá se aproveitar da sua afobação ainda defensiva para tirar minutos importantes dele em quadra.

Quartas de final da Champions League Américas

Amanhã – Jogo 1 – Fuerza Régia x Flamengo, às 22:30, em Monterrey

Transmissão do DAZN

Escalação provável do Fuerza Régia

Cristian Cortes, Joshua Ramirez, David Huertas, Jordan Glynn e Emmanuel Arias

Técnico: Sérgio Molina

Escalação provável do Flamengo

Franco Balbi, Zach Graham, Marquinhos, Olivinha e Rafael Mineiro

Técnico: Gustavo De Conti

Playoffs da Champions League Américas – Quartas de final

Jogo 1 – Quinta – Fuerza Régia x Flamengo, às 22:30, em Monterrey, no México

Jogo 2 – Domingo – Flamengo x Fuerza Régia, às 19:30, na Arena Carioca 1

Ingressos já a venda para essa partidahttps://www.ingressorapido.com.br/event/33880-1/d/68859

Jogo 3 – Terça – Flamengo x Fuerza Régia, às 19:30, na Arena Carioca 1

Todos os jogos com a transmissão do DAZN.

Seja assinante do Garrafão Rubro-Negro , ajude a manter o projeto, concorra a ingressos para os jogos do Flamengo no Rio de Janeiro e uma camisa oficial no final da temporada:

https://www.catarse.me/garrafao_rubro_negro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.