Gustavo De Conti explica a derrota do Flamengo para o Mogi das Cruzes no NBB

Flamengo e Mogi das Cruzes fizeram um bom jogo na Arena Carioca 2, o time rubro-negro teve um bom começo de partida, mas a equipe mogiana se mostrou mais sólida em quadra em praticamente todo o jogo e confirmou a vitória. O blog Garrafão Rubro-Negro conversou com o técnico Gustavo De Conti que falou sobre o desempenho do Flamengo nesse confronto contra Mogi.

Gustavo De Conti – treinador

A análise da derrota para Mogi e a preocupação da oscilação de rendimento da equipe em quadra

– Essa oscilação preocupa bastante. Isso já vem preocupando em alguns jogos. Mas contra Mogi acabamos sendo melhores defensivamente, muito melhor nos rebotes. Mas em contrapartida erramos muitas coisas fáceis na partida, erramos mais de 10 lances livres, o aproveitamento dentro do garrafão foi menos de 45 %. A gente não teve paciência para escolher as bolas certas, a gente forçou muito. O que mais pesou nessa partida foi o nosso ataque.

Os erros são em razão da falta de treinamento, cansaço ou as circunstâncias normais da partida

–  Esses erros ocorrem pela falta de paciência mesmo. As coisas não estão dando certo e a gente vai se enervando e ficamos incomodados pela forma que o arbitro está apitando, alguma marcação que a gente não concorda ou ficamos incomodando com 3 ou 4 torcedores que estão falando absurdos e um monte de besteiras. Isso acaba atrapalhando os jogadores e principalmente aqueles que ainda não estão acostumados a jogar no Flamengo. São os nossos primeiros jogos em casa e esses jogadores irão se acostumar com isso.

O jogo contra o Pinheiros e recuperar o caminho das vitórias na competição

– Não diria nem recuperar, a gente em todos os jogos estamos tentando ganhar. O NBB está equilibrado e está com um nível acima nessa temporada. Qualquer lugar que iremos jogar vai ser difícil, todos os times estão tendo dificuldades. Não tem muito o que descansar no NBB não, só tem jogos pesados.

A classificação do Flamengo no NBB nesse momento e o quanto isso pode incomodar nos próximos jogos

– A gente sempre tem que olhar para a frente, olhar o que estamos vivendo agora e olhar o futuro. A gente conseguiu vencer o Instituto pela Champios League Américas, fora de casa, esse é um dos times que está no Final Four da Copa Super 20. Na temporada passada fomos campeões do Carioca, do NBB e do Super 8. Não deixou titulo para nenhum time do Brasil. Falando um pouco dos nossos jogadores. O Marquinhos tem mais 5 títulos brasileiros, Olivinha também. Os dois últimos títulos do NBB foram times comandados por mim que ganharam, a gente fica incomodado em razão da derrota para Mogi, mas não em razão de podemos cair para o quarto lugar, está ainda no inicio do campeonato e nem dá pra pensar nisso. A gente sabe do nosso potencial e sabemos que todo mundo quer ganhar da gente. A gente praticamente dominou as últimas temporadas no que se refere a títulos. Eu e alguns jogadores que estão aqui comigo no Flamengo estamos vindo de uma sequencia que foi a de titulo paulista e um NBB. Viemos para o Flamengo, ganhamos o Carioca, Super 8 e o NBB. E estamos invictos na Champions League Américas, o jogo mais difícil do grupo a gente ganhou e foi uma partida fora de casa. A gente quer sempre melhorar, mas não podemos dizer que está tudo uma merda. A gente tem de buscar melhorar, mas não está tão ruim como alguns estão pensando.