Mais sólido taticamente, Mogi das Cruzes derrota o Flamengo instável na Arena Carioca 2

O jogo entre Flamengo e Mogi das Cruzes nessa sexta-feira foi marcado por um time que já tem uma estrutura de jogo muito bem definida em quadra e outro que ainda busca sua melhor formação em quadra e que necessita de a individualidade sobressair o coletivo para confirmar as vitórias. O Flamengo mostrou suas deficiências nesse momento da temporada e acabou encarando o Mogi que em toda a partida se mostrou fiel ao sistema do treinador Jorge Guerra, não se apavorou e soube ser frio para vencer a partida por 75 a 74.

Flamengo consegue ótimo início de jogo, mas cai de rendimento durante o quarto – Com uma formação diferente com Jhonatan Luz e Léo Demétrio no time titular, o time rubro-negro conseguiu se mostrar eficiente nos minutos iniciais do primeiro quarto e abrir a vantagem de 22 a 11 no placar. Mas o Mogi das Cruzes após o pedido de tempo do seu treinador, soube encontrar seu melhor jogo em quadra e com os pontos de André Goes e Lessa reduziu a desvantagem para 2 pontos – 24 a 22.

Segundo quarto com o equilíbrio ofensivo das duas equipes – O Flamengo conseguiu manter sua liderança no começo do período com os pontos de Marquinhos e Zach Graham. Mogi novamente teve um crescimento ofensivo nos minutos finais do primeiro tempo e com as jogadas de Fulvio e Lessa conseguiu se manter próximo ao placar – 43 a 39.

Mogi das Cruzes volta do intervalo ainda mais equilibrado taticamente – O time rubro-negro sofreu na volta do intervalo para anular a leitura de jogo proposta pelos armadores de Mogi e que acabaram sendo finalizadas por Danilo Fuzaro e Luis Gruber. O Flamengo se mostrou muito dependente da sua individualidade ofensiva, mas falhou na ansiedade na conclusão das jogadas e a defesa não teve o rendimento esperado. Com esse panorama, Mogi confirmou a liderança no final do quarto – 60 a 57.

Flamengo reage no último quarto, mas Mogi vence pela frieza nos momentos finais – O time mogiano começou o quarto decisivo contando com os pontos de Danilo Fuzaro para ampliar ainda mais sua vantagem no marcador. O Flamengo com as bolas de três de Marquinhos e Deryk Ramos conseguiu a virada no placar (69 a 68), mas Mogi soube lidar com as falhas ofensivas do Flamengo para voltar novamente para a partida e a bola de três de Fúlvio acabou dando a liderança novamente da partida para a equipe de Mogi. O jogo virou uma alternância de líderes, mas o Mogi muito mais equilibrado taticamente no seu sistema, conseguiu fechar a partida na Arena Carioca 2 com vitória.

Destaques do Flamengo

Marquinhos – 17 pontos

Jhonatan Luz – 13 pontos

Léo Demétrio – 11 pontos

Um comentário sobre “Mais sólido taticamente, Mogi das Cruzes derrota o Flamengo instável na Arena Carioca 2

  1. Não basta a contratação de um pivô para que o basquete do Flamengo se estabilize, há também necessidade de um outro ala pivô que divida com Marquinhos a incumbência de fazer cestas e levar nosso FlaBasquete às vitórias e consequentemente ao título!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.