Franco Balbi e Olivinha declaram a torcida para a Argentina na final da Copa do Mundo de Basquete

O domingo será histórico para o basquete argentino com a presença da seleção na final do Mundial da China contra a forte seleção da Espanha. O excelente basquete apresentado pela Argentina na Copa do Mundo de Basquete é um dos pontos fortes da competição e acabou aumentando a legião de fãs da modalidade que estarão na torcida pelo título nesse domingo. O blog Garrafão Rubro-Negro conversou com o armador argentino Franco Balbi e o ala-pivô Olivinha sobre esse momento do basquete argentino e a torcida dos rubro-negros para que Nicolás Laprovittola se sagre campeão mundial nesse domingo.

Franco Balbi fala do orgulho que tem da campanha dos seus companheiros de seleção argentina

“Muito orgulho. Muito orgulho de ver meus companheiros de seleção na final do Mundial. Ninguém acreditava que a Argentina poderia chegar nessa fase da competição e a gente fez um trabalho muito bom seja ofensivamente e defensivamente, respeitaram o planejamento de todo a comissão técnica. E para mim como argentino essa chegada a final é muito importante e fico muito feliz por ter feito parte desse time, eu joguei a classificatória para o Mundial e desejo na final tudo ocorra bem e possamos celebrar a conquista desse Mundial.”

Franco Balbi em ação nas Eliminatórias para o Mundial da China.(CABB)

Olivinha não esconde a torcida pelo título Mundial agora pela seleção do amigo Nicolás Laprovittola

“Sem dúvida nenhuma estarei torcendo por ele.  Eu estarei torcendo pelo meu amigo. Já mandei mensagem pra ele e ele já me respondeu. Desejei sorte pra ele no jogo desse domingo e espero que a Argentina ganhe”

O treinador Gustavo De Conti destacou qual o principal aprendizado que fica para o basquete brasileiro da campanha da Argentina no Mundial

“Eles têm um trabalho de massificação do esporte, trabalho nas escolas, a maioria dos clubes jogam basquete, apesar do tamanho do país, eles têm muito mais crianças jogando basquete do que aqui no Brasil. O caminho para o basquete brasileiro tem que ser por aí. A gente já tem pessoas competentes para trabalharem com o basquete, temos estrutura melhor que a deles seja a questão de quadra e no geral. Mas não temos tanta gente jogando, temos que refletir o motivo disso não estar acontecendo e tentar melhorar.”

A Argentina enfrenta a Espanha, amanhã, às 9 horas da manhã, na final da Copa do Mundo de Basquete da China.

O trabalho da Argentina e a chegada a final do mundial, nada ocorreu por acaso. Pontos que ajudaram nesse processo:

– A consolidação a cada ano da Liga Nacional de Clubes no país. Um campeonato principal bem competitivo, sempre com elevado números de participantes, e também a existência de divisões de acesso que mobilizam vários outros clubes na prática esportiva. A Liga de Desenvolvimento também com mais de 12 clubes em média por temporada e sempre revelando bons valores.

– A presença de nomes da geração dourada da Olimpíada de Atenas na participação direta em alguns clubes – Pepe Sanchez é um dos exemplos e é diretor do Bahia Basket, um dos clubes que mais revela bons jogadores para a seleção argentina nos últimos anos. Na Copa do Mundo de Basquete da China tem dois jogadores revelados pelo Bahia Basket – Máximo Fjellerup e Lucio Redivo.

– A participação da seleção argentina de base em competições internacionais nos últimos anos. Indiferente do resultado final, o intercambio e a experiencia nesse tipo de competição acabou por dar mais casca e maturidade para esses jovens não sentirem tanto a pressão quando forem para a seleção adulta.

– Jogadores argentinos não se abalarem com o insucesso da passagem pela NBA – Jovens jogadores como Nicolás Laprovittola e Pato Garino tiveram uma passagem rápida pela NBA e não se adaptaram ao estilo de jogo praticado lá. E isso em nenhum momento fizeram ambos a desanimarem do basquete, continuaram focados e passaram a colher todo reconhecimento do seu basquete atuando em outro país.

–  Falando somente da qualidade dos estrangeiros e não da quantidade na Liga Argentina – Nomes como Jerome Meyinsse, Dar Tucker, Javier Justiz e Jasiel Rivero atuando pela Liga Nacional nos últimos anos acabaram por elevar o nível técnico da competição e acabam servindo como referência técnica para os jovens jogadores da Liga.

– A massificação esportiva da modalidade através da mídia – Desde da geração dourada, o numero de jornalistas interessados e focados na cobertura da modalidade só vem aumentando na Argentina. E a qualidade no noticiário também aumentou. Na Copa do Mundo da China estão presentes 33 jornalistas argentinos.

Flamengo é um bom exemplo de estrutura e planejamento que pode se comparar ao trabalho feito na Argentina:

– O time desde o começo do NBB vem buscado melhora como um todo a sua estrutura de basquete no clube.  Ginásio, parte médica e física da equipe rubro-negra está num constante processo de evolução para manter a equipe competitiva.

– A permanência de grandes nomes do basquete brasileiro como Marquinhos e Olivinha como também a passagem de jogadores como Anderson Varejão como também estrangeiros como Walter Herrmann e Nicolás Laprovittola acabam servindo com referência para os jovens das categorias de base do clube. O exemplo de jogador campeão estimula o jovem a buscar o mesmo caminho.

– A contratação de bons valores estrangeiros – a presença de Franco Balbi e Zach Graham só comprova isso e isso estimula tanto na massificação do esporte e na evolução técnica dos demais jogadores como um todo.

– Nomes como José Neto e Gustavo De Conti como treinadores do clube reforçam o compromisso do clube em buscar sempre os melhores lugares nas competições que disputar.

– O trabalho de base sendo estruturado aos poucos – o basquete do Flamengo nos últimos anos sempre foi criticado por não revelar uma grande quantidade de jogadores para a equipe adulta. Mas a equipe da LDB dessa temporada mostra todos os sinais dessa mudança de panorama quando apresenta nomes com Matheus Maciel, Matheus Weber, Ruan Miranda e Rafael Rachel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.