Flamengo busca reação no último quarto, mas não resiste ao Bauru atuando fora de casa

Deixar o adversário ficar na zona de conforto, ou seja, a vontade no seu setor ofensivo pode ser um dos piores pecados do basquete moderno. E foi exatamente essa apatia defensiva que o Flamengo teve nos três primeiros quartos no jogo contra o Bauru, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru. E além disso, o time rubro-negro teve um aproveitamento muito fraco ofensivamente no primeiro período. No último quarto, quando o time rubro-negro teve uma postura coletiva condizente com o elenco que tem, conseguiu uma ótima reação em quadra, mas a péssima leitura na jogada que poderia empatar o jogo acabou por confirmar a vitória do Bauru por 82 a 77.

O Flamengo teve os desfalques de Olivinha e Rafael Hettsheimeir no jogo dessa noite.

O jogo

1 quarto – Bauru 25 x 10 Flamengo – o Bauru soube como chamar sua torcida para o jogo diante de uma atuação consistente tanto ofensivamente e defensivamente durante todo o primeiro período. O time bauruense soube fazer o Flamengo provar do seu próprio veneno e castigou a defesa rubro-negra com os chutes de três pontos. Faverani foi o maior pontuador do Flamengo no quarto com 5 pontos.

2 quarto – Bauru 20 x 24 Flamengo – um período que o Flamengo melhorou a sua postura ofensiva graças a regularidade do jovem Gabriel Jaú, mas viu a sua defesa novamente falhar demais na leitura dos três pontos do time de Bauru. O aproveitamento semelhante nessas bolas como foi o primeiro quarto, o time bauruense conseguiu manter uma boa diferença na liderança no final do primeiro tempo.

3 quarto – Bauru 26 x 25 Flamengo – um período que o Bauru começou com o bom aproveitamento nos três pontos e o Flamengo conseguiu ter uma reação no decorrer do quarto.  A subida ne eficiência dos argentinos José Vildoza e Martin Cuello acabou sendo decisiva para o Flamengo não ver o Bauru disparar ainda mais e acabar reduzindo muito a chance de qualquer reação no último quarto.

4 quarto – Bauru 11 x 18 Flamengo – Um período que o Flamengo deu sinais do bom jogo coletivo dos primeiros jogos do NBB e conseguiu de fato voltar para a partida com as boas contribuições de Vildoza e Rafael Mineiro nos cinco minutos iniciais do quarto. O Bauru vencia o jogo por 80 a 77 quando o técnico Gustavo De Conti pediu tempo e o que se viu depois dali foi uma jogada ofensiva completamente atrapalhada equivocada em quadra. Rafael Mineiro recebeu a bola e forçou um arremesso de três completamente desequilibrado e com o relógio ainda faltando 6 segundos pra acabar. Mineiro que não acertou nenhuma bola de três em todo o jogo. A bola de um possível empate era para Vildoza ou Cuello. Sorte e méritos do Bauru que conseguiu um resultado importante e voltando a vencer um tradicional rival depois de um tempo.

Destaques do Flamengo contra o Bauru

Gabriel Jaú – 18 pontos e 15 rebotes

José Vildoza – 17 pontos

Martin Cuello – 15 pontos

O Flamengo volta a jogar na quinta-feira contra o Pinheiros, às 19 horas, em São Paulo, no último jogo antes da paralisação do NBB para as Eliminatórias da Copa do Mundo de Basquete.

Garrafão Rubro-negro precisa da sua assinatura para continuarmos a nossa cobertura do orgulho da nação. Faça sua assinatura a partir de 10 reais por mês. Conteúdos exclusivos e sorteio de camisas oficiais, casuais e par de ingressos para jogos do NBB, Copa Super 8 e Champions League Américas durante a temporada.
Apoia-se – apoia.se/garrafaorn
Pic Pay – @GarrafaoRN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.