Trabalhos autorais – uma análise da trajetória de Gustavo De Conti no Flamengo

A cada temporada se torna necessário realizar adaptações no sistema de jogo do time rubro-negro em quadra em virtude do elenco que passa a ficar à disposição do treinador da equipe. Na era Gustavo De Conti no Flamengo isso se tornou cada vez mais evidente pela diferença no estilo de jogo que foi praticado em quadra. O Garrafão Rubro-Negro apresenta um levantamento do que foi o trabalho do treinador nas últimas temporadas e tenta fazer uma projeção do que pode ser com o novo elenco.

Visão de jogo

Temporada 2018/2019 – primeira temporada de Gustavo De Conti

A primeira temporada de Gustavo De Conti no Flamengo contou com a presença de três jogadores que estavam com ele na conquista do Paulistano na temporada anterior – Deryk Ramos, Jhonatan Luz e David Nesbitt – e o time rubro-negro fez apostas altas numa nova dupla de armadores – Franco Balbi e Davi Rossetto – e também no ala-armador Kevin Crescenzi e no pivô Rafael Mineiro. Além disso conseguiu a manutenção de nomes como Marquinhos, Olivinha e Anderson Varejão.

A primeira parte da temporada reservou o titulo estadual contra o Botafogo, a eliminação na fase semifinal da Liga Sul-Americana em casa e a conquista da primeira edição da Champions League Américas. Já a segunda parte da temporada ficou reservada para o segundo lugar da Copa Intercontinental e mais uma conquista do NBB.

Virtudes no sistema de jogo nessa temporada

– A eliminação precoce na fase semifinal da Liga Sul-Americana levou o técnico Gustavo De Conti a repensar um pouco o que era o sistema de jogo da equipe em quadra. Franco Balbi ainda em adaptação ao basquete brasileiro ficou meio perdido ao sistema bem acelerado de transição de jogo que estava sendo proposto. Quando ocorreu a eliminação, aparece uma das principais virtudes do treinador do Flamengo – realizar ajustes. O time rubro-negro passou a jogar de uma forma mais cadenciada e cerebral e a partir da Copa Super 8, o torcedor pode perceber uma subida de produção do armador Franco Balbi em todos os sentidos em quadra e isso acabou resultando numa coletividade maior do time.

– Era um Flamengo que se destacava tanto pelo bom volume nos arremessos no perímetro, como agressividade ao ataque a cesta nas infiltrações por parte de Franco Balbi, Davi Rossetto e Deryk Ramos. E vale ressaltar a importância dos experientes do elenco e a boa participação de Anderson Varejão no garrafão rubro-negro.

– Um dos jogos marcantes dessa temporada podemos destacar a última partida das quartas de final entre Flamengo e Corinthians pelo NBB, no Tijuca Tênis Clube. Aula de coletividade em uma atmosfera que o torcedor rubro-negro sente falta.

Temporada 2019/2020 – a segunda temporada de Gustavo De Conti

A prioridade do Flamengo nesta temporada era a conquista da Champions League Américas. E esse objetivo pode ser notado pelo torcedor pela forma que o time atuava diferente em quadra – a intensidade era diferente quando tinha partidas pelo NBB e a Champions. O time rubro-negro era capaz de fazer jogos apertados contra Fortaleza e Unifacisa, no Maracanãzinho, e ter uma grande atuação dias depois contra o Instituto de Córdoba ou Fuerza Regia, atuando fora de casa.  

Era um elenco que tinha potencial para brigar novamente por todas as competições naquela temporada. A aposta equivocada no norte-americano Leron Black foi logo corrigida, a chegada do uruguaio Panchi Barrera e do dominicano Eloy Vargas passou a impressão para o torcedor que o time poderia evoluir ainda mais na fase de playoff seja do NBB e da BCLA. A mesma expectativa ficou sobre o rendimento do desempenho do norte-americano Zach Graham. Vale destacar a ótima participação de Léo Demétrio desde o seu primeiro jogo pelo Flamengo.

Em razão da pandemia, nessa temporada de forma especifica, esse elenco só conquistou o Campeonato Carioca e o segundo lugar na Copa Super 8. A final da Champions League Américas só foi realizada no começo da outra temporada e o NBB acabou não sendo finalizado.

Virtudes no sistema de jogo nessa temporada

– Foi uma temporada que o Flamengo buscou variar cada vez mais seu sistema de jogo ofensivo e a chegada de Eloy Vargas fez com que a jogada dentro do garrafão acabasse virando uma tendência, seja com ele em quadra ou com a presença de Rafael Mineiro. Podemos perceber um Zach Graham ter que alterar seu modo de jogar e sem aquele volume de jogo que tinha em Brasília, isso acabou afetando o seu rendimento em boa parte da temporada. Outro que oscilou demais no seu desempenho nessa temporada foi o ala-armador Deryk Ramos que adotou uma nova mecânica no arremesso e o seu aproveitamento com isso caiu nas principais competições.

– Um dos méritos do técnico Gustavo De Conti nesta temporada foi fazer esse elenco empregar um bom volume defensivo nas competições que disputou. Era um time que poderia pecar no aproveitamento ofensivo em alguns jogos, mas a defesa saberia como funcionar a acabava garantindo a vitória da equipe em quadra. Fica a lamentação em razão do NBB não ter tido o seu final nessa temporada, pois a expectativa era muito boa sobre a evolução coletiva que a equipe demonstrava em março de 2020.

– O jogo mais marcante desse elenco sem sombra de dúvidas foi a virada contra o Instituto de Córdoba, no Maracanãzinho, pela semifinal da Champions League Américas.

Temporada 2020/2021 – a terceira temporada de Gustavo De Conti

A temporada que se pintava como a dos sonhos se confirmou em quadra. O Flamengo foi ao mercado ainda com o mundo vivendo a pandemia da Covid-19 e teve a enorme felicidade de fazer escolhas certeiras para agregar valor ao seu elenco – Yago, Chuzito Gonzalez, Luke Martinez e Rafael Hettsheimeir. A torcida que não pode acompanhar o time presencialmente pela pandemia, assistiu os jogos de um elenco que podemos afirmar que fica entre os 5 mais qualificados da história centenária da modalidade no Flamengo.

Os casos de Covid-19 no elenco na primeira parte da temporada fizeram com que o grupo não conseguisse demonstrar todo seu potencial técnico e tático em quadra. Mas a partir de janeiro desse ano, a história começou a mudar após a conquista da Copa Super 8 e pelo modo que ela foi construída diante do São Paulo.

O elenco se uniu, as ausências por lesão se tornaram um combustível maior para o time buscar seus objetivos. E terminar essa temporada sem nenhuma derrota ainda no ano é uma das virtudes para poucas equipes.

O Flamengo ganhou tudo nessa temporada – Carioca, Copa Super 8, Champions League Américas e NBB. Não deu a chance para seus adversários na fase mais aguda dos torneios, mostrou uma intensidade absurda seja com seu time titular e reserva.

Virtudes no sistema de jogo nessa temporada

–  Versatilidade e intensidade. Um elenco que ficou marcado na história do basquete brasileiro pela forma que seu quinteto titular e o banco de reservas conseguiam entregar coletivamente em quadra. O Flamengo demorou a engrenar em razão da pandemia, mas a confiança obtida pelo elenco após a Copa Super 8 foi absurda a ponto de colocar na cabeça de todos do elenco a certeza que poderiam conquistar tudo. A virtude do técnico Gustavo De Conti foi fazer com que o elenco comprasse a sua ideia de sistema de jogo nos dois lados da quadra e até a virtude de explorar sempre uma transição rápida buscando o melhor arremesso no perímetro acabou se mostrando assertiva no decorrer da temporada.

– Todos os reforços que chegaram conseguiram agregar tecnicamente a equipe , isso na defesa ou no ataque. Yago se mostrou gigante e um jovem líder na equipe após a grave lesão de Franco Balbi. E os mais experientes também tiveram participação importante na rotação do time durante o playoff do NBB.

– E a conquista da Champions League Américas contra o Real Esteli pode com certeza ser uma das partidas mais marcantes desse elenco.

Temporada 2021/2022 – a quarta temporada de Gustavo De Conti

Um dos maiores desafios do técnico Gustavo De Conti a frente do Flamengo será essa nova temporada. Não que o elenco esteja inferior tecnicamente a temporada passada, mas é raro no cenário sul-americano, qualquer equipe ganhar tudo como ocorreu na temporada anterior. O Flamengo perdeu peças importantes como Marquinhos e Rafael Hettsheimeir e também nomes que ajudaram na rotação da equipe como Jhonatan Luz, Chuzito Gonzalez e Léo Demétrio.

Mas o time conseguiu a manutenção de peças que ajudaram na temporada anterior que foi histórica como Franco Balbi, Yago, Luke Martinez, Olivinha e Rafael Mineiro. E para reforçar tecnicamente o time, o Flamengo trouxe os dois norte-americanos de maior impacto nos últimos anos na Liga Argentina e em competições internacionais da FIBA – Dar Tucker e Brandon Robinson. E fez apostas para mudar um pouco seu sistema de jogo no garrafão com a presença a partir de agora de JP Batista e Vitor Faverani. A equipe terá também a participação de Túlio da Silva que fez uma boa temporada no NBB passado com a camisa do Caxias.

O Flamengo nesta temporada irá disputar o Estadual, Copa Super 8, NBB, Champions League Américas e a Copa Intercontinental.

Virtudes no sistema de jogo nessa temporada

– O Flamengo a partir dessa temporada terá a presença de dois estrangeiros – Dar Tucker e Brandon Robinson – que são capazes como poucos de quebrar a linha defensiva dos adversários em quadra. Seja pela forma que criam o seu próprio arremesso e também pela forma que sabem atacar a cesta e podendo abrir bem o sistema tático em quadra provocando um desequilíbrio defensivo no adversário e podendo proporcionar o melhor arremesso para o companheiro melhor posicionado em quadra. Os dois bem fisicamente não tem motivo de o torcedor acreditar que o elenco está inferior ao da temporada passada, pelo contrário, os dois podem brigar pelo protagonismo de tudo que o Flamengo estará disputando.

– A possibilidade de mais jogos com Franco Balbi e Yago juntos em quadra. A lesão de Balbi atrapalhou isso na temporada passada. E fica a expectativa como pode ser o rendimento da dupla quando for o momento de jogarem juntos em algumas partidas.

–  As primeiras temporadas de Gustavo De Conti no Flamengo acabamos percebendo uma valorização maior nas jogadas do garrafão e isso deve voltar a ocorrer com a presença de JP Batista e Vitor Faverani nesse novo plantel.

–  Chegou a hora de usar e dar mais minutagem a garotada da base e passar a construir um legado cada vez maior. A última temporada de Gustavo De Conti no Paulistano ele mostrou ao basquete brasileiro que alguns nomes daquele elenco revelados pelo próprio clube já estavam prontos para serem protagonistas de qualquer equipe como Yago Mateus e até Victão naquela oportunidade. A base do basquete do Flamengo sempre foi um certo calcanhar de aquiles do clube por não conseguir de fato revelar ou amadurecer nenhum dos seus jogadores para serem utilizados no profissional. Mas a chegada de Diego Jeleilate junto com Gustavo De Conti ajudou a mudar a realidade da base e tornar cada vez ela mais competitiva. Hoje, podemos perceber que o time profissional pode ter a participação efetiva de nomes como Rafael Rachel, Ruan Miranda, Magno Faria, Gabriel Camargo, Gabriel Machado e Matheus Maciel. E a partir do momento que esses jogadores passem a ter protagonismo no time profissional, isso acaba por estimular os demais jovens da base a seguirem seu sonho em integrar a equipe principal.  E caso isso se torne uma realidade no Flamengo nesta temporada, com certeza, será um dos grandes legados de Gustavo De Conti na sua trajetória no orgulho da nação.

Fica a expectativa de como será a quarta temporada de Gustavo De Conti no Flamengo. (Flamengo)

O Garrafão Rubro-negro precisa da sua assinatura para continuarmos a nossa cobertura do orgulho da nação. Faça sua assinatura a partir de 10 reais por mês. Conteúdos exclusivos e sorteio de camisas oficiais e casuais durante a temporada.

Apoia-se – apoia.se/garrafaorn

Pic Pay – @GarrafaoRN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.