No caminho rubro-negro na Copa Intercontinental 2022 – os finalistas da Champions League Europa 2021

A Nicarágua nessa semana foi pintada de vermelha e preta com a conquista do Flamengo na Champions League Américas dessa temporada. E o torcedor já fica na expectativa de como será a disputa da Copa Intercontinental da próxima temporada. O Garrafão Rubro-Negro nessa matéria especial irá falar sobre os 8 times finalistas da atual edição da Champions League Europa na qual o seu campeão será o adversário do Flamengo na Copa Intercontinental em fevereiro de 2022 e também iremos explicar a diferença da Champions League Europa e o torneio da Euroliga.

Euroliga x Champions League Europa – torneios distintos na Europa mas não é motivo para desmerecer organizado pela FIBA no velho continente

Entre os anos de 2013 a 2015, a FIBA junto com a Euroliga tinha um acordo firmado que o campeão do torneio europeu iria participar da Copa Intercontinental a cada temporada. Mas o que estava acordado entre ambos acabou se rompendo após a realização do Mundial em 2016 entre Bauru e Real Madrid. Na época dois motivos foram apontados pelo fim do acordo – o calendário da competição mundial e a premiação que o primeiro e o segundo colocado iriam receber da FIBA.

A partir de 2016 a FIBA junto com outras equipes das Europa passou a idealizar a Champions League Europa, competição que conta com times em evolução dentro da Liga ACB e algumas equipes tradicionais que acabaram rompendo com a Euroliga, como o AEK Atenas que enfrentou o Flamengo na Copa Intercontinental em 2019 no Rio de Janeiro.

O torcedor pode até ter o argumento que a Copa Intercontinental tem uma queda técnica pela ausência de equipes tradicionais como o Real Madrid, Barcelona, CSKA Moscou, mas o torneio pode ser ainda muito competitivo. Pois o torneio mundial que possa contar com Vitor Benite e Marcelinho Huertas no time europeu sempre merece o nosso respeito e não pode ser subestimado.

Os finalistas da Champions League Europa 2021, suas campanhas e seus destaques individuais

Fase final – 5 a 9 de maio – em Nizhny Novgorod, na Rússia

Nizhny Novgorod (Rússia)

Durante toda a campanha antes da fase final, o time russo teve o aproveitamento de 8 vitórias e 4 derrotas. E na fase semifinal acabou com as chances do AEK Atenas de ir ao momento decisivo da competição. E por jogar em casa não tem como subestimar o poder de superação que o Nizhny poderá ter em quadra, mesmo com os números da equipe sendo um dos piores da Champions League Europa dessa temporada.

Desempenho coletivo

Pontos – 83,5 pontos por jogo – o décimo melhor ataque

Rebotes – 35,7 rebotes por jogo – o décimo segundo em rebotes

Assistências – 19,4 assistências por jogo – o décimo primeiro em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Kasey Shepherd com 18,1 pontos por jogo

Rebotes – Andrey Vorontsevich com 7,3 rebotes por jogo

Assistências – Kasey Shepherd com 4,9 assistências por jogo

Casademont Zaragoza(Espanha) – Liga ACB

Uma das equipes que vem fazendo boa campanha nas últimas temporadas na Liga ACB chega para a fase final com o objetivo de ser um “azarão” e surpreender as outras equipes espanholas como Tenerife e San Pablo Burgos apontadas como favoritas ao título. O time do Zaragoza que conta com dois argentinos no elenco. Sergio Hernandez no comando técnico e Nicolas Brussino em quadra pela equipe. Antes da fase final a campanha do Zaragoza foi de 9 vitórias e 3 derrotas na competição.

Desempenho coletivo

Pontos – 87,3 pontos por jogo – o segundo melhor ataque

Rebotes – 35,7 rebotes por jogo – o décimo segundo em rebotes

Assistências – 20,6 assistências por jogo – o sexto em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Jason Thompson com 16,0 pontos por jogo

Rebotes – Jacob Wiley com 6,7 rebotes por jogo

Assistências – Nicolás Brussino com 4,6 assistências por jogo

ERA Nymburk (República Tcheca)

Quando olhamos o retrospecto recente da Champions League Europa vemos o domínio de equipes da Espanha e da Grécia. Mas nessa atual temporada o ERA Nymburk surge como franco atirador e com reais possibilidade de desbancar os rivais e faturar um dos principais títulos de clubes dentro da Europa após a Euroliga. O time tcheco tem 9 vitórias e 3 derrotas na competição antes da sua fase decisiva que irá ocorrer na Rússia no próximo mês.

Desempenho coletivo

Pontos – 89,8 pontos por jogo – o melhor ataque

Rebotes – 44,0 rebotes por jogo – o melhor em rebotes

Assistências – 19,8 assistências por jogo – o oitavo em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Omar Prewitt com 15,9 pontos por jogo

Rebotes – Hayden Dalton com 7,2 rebotes por jogo

Assistências – Retin Obasohan com 5,4 assistências por jogo

SIG Strausbourg (França)

A equipe francesa fez uma fase semifinal e conseguiu nos últimos jogos a sua classificação. No papel é uma das equipes que podemos dizer que é azarão na disputa da fase decisiva junto com o time russo que irá ser a sede dessa etapa. Caso consiga chegar a final da Champions League Europa já será um feito enorme para o time francês. Antes da fase final, o SIG Strausbourg teve 7 vitórias e 5 derrotas.

Desempenho coletivo

Pontos – 81,9 pontos por jogo – o décimo quarto melhor ataque

Rebotes – 36,8 rebotes por jogo – o sétimo em rebotes

Assistências – 19,3 assistências por jogo – o décimo segundo em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Alexander Colson com 19,1 pontos por jogo

Rebotes – Alexander Colson com 6,3 rebotes por jogo

Assistências – Miguel Jefferson com 3,4 assistências por jogo

Hapoel Holon (Israel)

O time israelense faz uma campanha de muita oscilação no seu rendimento tanto no quesito defensivo e ofensivo, mas mesmo com esse desempenho conseguiu ficar entre as oito equipes finalistas da competição. Se o torcedor rubro-negro tem superstição e gostaria de enfrentar um time israelense como foi em 2014, a torcida terá que ser para o Hapoel Holon. O time israelense antes da fase final teve a campanha de 8 vitórias e 4 derrotas.

Pinar Kasiryaka (Turquia)

Se na fase de classificação, o time turco mostrou uma baixa regularidade no seu ataque, o mesmo não podemos dizer sobre seu desempenho nesse aspecto na fase semifinal da competição. Graças a um ataque bem competitivo e que proporcionou uma boa margem nas vitórias nos jogos, o time turco chega a fase final com o potencial de surpreender, se colocar na semifinal e até na grande decisão da Champions League Europa. O time turco antes da fase decisiva teve a campanha de 7 vitórias e 5 derrotas.

Desempenho coletivo

Pontos – 80,6 pontos por jogo – o décimo sexto ataque

Rebotes – 34,3 rebotes por jogo – o décimo oitavo em rebotes

Assistências – 17,7 assistências por jogo – o décimo oitavo em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Raymar Morgan com 18,3 pontos por jogo

Rebotes – Raymar Morgan com 5,7 rebotes por jogo

Assistências – Tony Taylor com 3,8 assistências por jogo

Lenovo Tenerife(Espanha) – Liga ACB

O campeão da Copa Intercontinental em 2019 chega para a fase final da Champions League Europa com um dos grandes favoritismos ao título, não somente pela campanha dentro da competição e também a ótima fase dentro da Liga ACB, inclusive fazendo jogo duro recentemente contra o Real Madrid. E a qualidade do plantel do Tenerife pode ser notada pela presença de Marcelinho Huertas, Bruno Fitipaldo e Giorgio Shermadini. O time espanhol antes da fase final acumulou 9 vitórias e 3 derrotas na Champions League Europa.

Desempenho coletivo

Pontos – 86,3 pontos por jogo – o quarto melhor ataque

Rebotes – 32,7 rebotes por jogo – o décimo quinto em rebotes

Assistências – 21,4 assistências por jogo – o terceiro melhor em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Giorgio Shermadini com 16,6 pontos por jogo

Rebotes – Giorgio Shermadini com 5,8 rebotes por jogo

Assistências – Marcelinho Huertas com 5,8 assistências por jogo

Hereda San Pablo Burgos (Espanha) – Liga ACB

O atual campeão da copa Intercontinental contra o Quimsa nesse ano de 2021 e um dos finalistas da Liga ACB da temporada passada. O San Pablo Burgos a cada temporada eleva seu patamar técnico e tático dentro do torneio local e desponta com uma das forças da Europa em competições continentais. E para essa mudança de qualidade da equipe espanhola muito se deve a apostas de nomes feitas pela diretoria da equipe como do brasileiro Vitor Benite, do cubano Jasiel Rivero e do norte-americano Alex Renfroe. A campanha do time espanhol antes da fase decisiva na Rússia foi de 9 vitórias e 3 derrotas.

Desempenho coletivo

Pontos – 83,9 pontos por jogo – o nono ataque

Rebotes – 35,9 rebotes por jogo – o nono em rebotes

Assistências – 22,2 assistências por jogo – o segundo em assistências

Desempenho individual – média

Pontos – Vitor Benite com 14,1 pontos por jogo

Rebotes – Jasiel Rivero com 7,0 rebotes por jogo

Assistências – Omar Cook com 7,0 assistências por jogo

O chaveamento da fase final da Champions League Europa dessa temporada.

Brasileiros podem se enfrentar na semifinal da Champions League Europa.

Assine o GARRAFÃO RUBRO-NEGRO, a partir de 10 reais no Pic Pay ou no Apoia-se (https://apoia.se/garrafaorn). Receba conteúdos exclusivos sobre o basquete do Flamengo e concorra a uma camisa oficial e casual no final de cada temporada. Esse trabalho jornalístico independente que nasceu em 2011 conta com você, se torne assinante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.