Reencontro na semifinal da Champions League – As virtudes do Instituto de Córdoba no caminho rubro-negro

O duelo entre Brasil e Argentina promete agitar a fase semifinal da primeira edição da Champions League Américas. O Flamengo terá pela frente novamente o excelente time do Instituto de Córdoba. Durante a fase de classificação, os dois times fizeram jogos eletrizantes tanto na cidade de Córdoba, na Argentina, e no Rio de Janeiro. O blog Garrafão Rubro-Negro apresenta uma prévia do atual momento do Instituto de Córdoba na temporada e quem são alguns dos seus destaques individuais na Champions League Américas e que poderão dar trabalho ao Flamengo no torneio.

Dwayne Davis – a frieza e a eficiência do ala-armador norte-americano a serviço do Instituto de Córdoba

Dwayne Davis mostrou no seu retorno ao Instituto nessa temporada como o clube faz bem para o seu rendimento técnico dentro de quadra. Ótimos números na Liga Argentina e sendo um dos principais nomes do time argentino na Champions League Américas, principalmente nos arremessos de perímetro. O ala-armador tem média de 23,0 pontos e 3.3 assistências por jogo na competição mais relevante das Américas.

A experiência de Nicolas Romano podendo castigar o Flamengo tanto do perímetro e no jogo interno

Uma das virtudes do sistema ofensivo do time argentino nessa atual temporada é a excelente regularidade do experiente Nicolas Romano. O ala-pivô está vivendo uma grande fase profissional e vem se destacando tanto nos pontos, boa eficiência no perímetro e no garrafão, e é uma das peças importantes no volume de rebotes da equipe treinada por Sepo Ginobili.

Martin Cuello – um dos jogadores que mais evoluiu nas últimas temporadas da Liga Argentina como uma peça fundamental no coletivo do Instituto

O time do Instituto provou nessa temporada que tem a capacidade de se reinventar como equipe e continuar competitiva mesmo quando outras equipes locais acabam contratando nomes que eram destaques da equipe. E um dos grandes acertos da equipe de Córdoba nessa temporada foi a contratação do ala Martin Cuello. Cuello é um dos principais pontuadores da Liga Argentina e sua regularidade foi fundamental para o Instituto alcançar o seu objetivo de chegar a semifinal da Champions League Américas.

Santiago Scala – a eficiência do sexto homem na rotação da equipe do Instituto de Córdoba

Um dos remanescentes da temporada passada, o armador Santiago Scala comprova a cada jogo que a sua permanência na equipe argentina por mais um ano foi acertada. Um dos principais líderes da equipe, Scala na Champions League Américas mostrou que a frieza no chute do perímetro é uma das suas principais qualidades. Essa experiência de jogar competições internacionais acaba por ajudá-lo a não sentir tanto a pressão que esse tipo de jogo tem e sabe lidar muito bem com as provocações da torcida adversária.

Fase de classificação

Instituto 75 x 83 Flamengo

Destaques: Dwayne Davis (Instituto) com 24 pontos e Franco Balbi (Flamengo) com 21 pontos.

Flamengo 81 x 76 Instituto

Destaques: Franco Balbi(Flamengo) com 20 pontos e Nicolas Romano (Instituto) com 23 pontos.

Champions League Américas – fase semifinal

Datas a definir

Jogo 1 – Instituto x Flamengo

Jogo 2 – Flamengo x Instituto

Jogo 3 – Flamengo x Instituto

Seja assinante do Garrafão Rubro-Negro , ajude a manter o projeto, concorra a ingressos para os jogos do Flamengo no Rio de Janeiro e uma camisa oficial no final da temporada:

https://www.catarse.me/garrafao_rubro_negro