Deryk Ramos e Gustavo De Conti falam sobre a vitória rubro-negra contra Rio Claro

Líder do NBB e jogando um basquete coletivo cada vez melhor nas últimas rodadas. Esse é o panorama do basquete do Flamengo nesse atual momento da temporada. O blog Garrafão Rubro-Negro conversou com o armador Deryk Ramos e o técnico Gustavo De Conti sobre a vitória do time contra o Rio Claro e esse momento do time no NBB.

Deryk Ramos – ala-armador

A análise da vitória contra o Rio Claro

“Um bom resultado que ajuda a nos manter na liderança, isso para nós é muito importante. Segundo ponto aí é a confiança que essa vitória nos deu. Agora teremos um jogo muito importante pela Champions League que é outro campeonato e a gente quer ir lá em busca dessa vitória.”

A evolução dele nessa temporada atuando em uma nova função no time

“A verdade que eu sempre me senti muito confortável em atuar nessa posição. De fato, nas últimas temporada atuei mais de ala-armador do que nessa posição, mas estou muito feliz de estar jogando como armador e essa tranquilidade que eu tenho nessa função eu acabo por passar uma confiança maior para o grupo e acho que isso é o papel mais importante nessa função.”

A expectativa para o jogo contra o Valdivia pela Champions League Américas

“A gente teve um jogo aqui que foi muito difícil apesar da diferença. Com certeza a gente pode esperar uma guerra lá em Valdivia. Eles têm que ganhar de qualquer maneira para ter chance de classificação. A gente vai para o Chile para confirmar o nosso primeiro lugar.”

Seja assinante do Garrafão Rubro-Negro , ajude a manter o projeto, concorra a ingressos para os jogos do Flamengo no Rio de Janeiro e uma camisa oficial no final da temporada – https://www.catarse.me/garrafao_rubro_negro

Gustavo De Conti – treinador

A análise da vitória contra o Rio Claro

“Conseguimos um excelente aproveitamento no ataque em boa parte do jogo, a nossa defesa poderia ter sido um pouco melhor. Mas a gente sabe que o Rio Claro está se destacando como um dos melhores ataques, é uma equipe difícil de defender. A gente fez uma opção por deixar os pivôs mais livres e marcamos mais as bolas no perímetro. O último período faz parte do processo da gente dar mais espaço para os meninos jogares, senão eles não irão jogar nunca. E isso também tira um pouco do aproveitamento.”

A adaptação muito rápida do dominicano Eloy Vargas ao time

“O Eloy Vargas é um jogador experiente. Um jogador internacional bem rodado e ele já está acostumado com essas situações de chegar e já se adaptar. Ele ainda não está 100 % fisicamente, conhece pouco a tática, a Liga, mas ele já está acostumado com isso e a gente já esperava essa adaptação rápida. E acredito que ele no nosso time só vai melhorar.”

O empenho e o comprometimento do ala Marquinhos para atuar em Franca e na partida contra o Rio Claro

“Pouca gente sabe, mas o Marquinhos não era pra jogar em Franca. Ele pediu pra jogar em Franca. Ele ligou pra gente e pediu para jogar. Ele viajou para Franca e se juntou ao grupo. Dois dias antes do jogo, ele ainda estava com uma dor muito grande, não é que a gente achou que ele não ia se recuperar, mas queríamos dar uma segurada nele, deixamos ele treinando com o Rodrigo Galego, ele viu que a dor estava regredindo muito rápido e ele conseguia jogar. Ele nos ligou e pediu para viajar para Franca. O Marquinhos é o líder do meu time, pega as bolas mais importantes, não que a gente pede pra ele, ele pega mesmo. Ele tem qualidade e eu só tenho motivos para elogiar ele.  E você está acompanhando desde a minha chegada aqui no Flamengo, a defesa dele está muito participativa nos rebotes, muito participativo na defesa, está buscando fazer tudo que a gente pede, com certeza, o Marquinhos está sendo um personagem muito especial para a gente.”