Gustavo De Conti destaca o momento do elenco rubro-negro na temporada e projeta os próximos duelos pelo NBB

O basquete do Flamengo começa o mês de dezembro dando sinais claros de sua evolução tática e técnica dentro de quadra. O rendimento contra o CD Valdiva pela Champions League Américas comprova isso. O blog Garrafão Rubro-Negro conversou com o treinador Gustavo De Conti que falou sobre esse atual momento do time e os próximos compromissos pelo Novo Basquete Brasil.

Gustavo De Conti – treinador

O resultado positivo contra o CD Valdivia passa uma tranquilidade para a equipe na busca pela vaga a próxima fase da competição?

“Tranquilidade nunca. A gente ainda não está classificado e precisamos ganhar os jogos, precisamos melhorar o nosso ritmo. Nós conseguimos encontrar uma consistência boa contra o Valdivia. A gente agora já está sabendo o que iremos fazer. Antes, 5 a 6 jogos atrás, a gente vinha para o ginásio e não sabia como o time iria se apresentar. Hoje a gente já sabe o mínimo que iremos apresentar que é a defesa forte, mais rebotes, agora o adversário não irá pegar qualquer rebote nosso. O aproveitamento ofensivo contra o Valdivia não foi bom, mas a gente conseguiu de outra forma construir a vitória e isso acabou sendo muito importante.”

A satisfação pela evolução do time esse momento da temporada.

“Para esse estágio da temporada estou satisfeito sim. Eu estava bem preocupado, mas é um período de adaptação de todos, jogadores novos. Mas como eu falei não é um jogo que eu ainda quero, 100 %, não é um jogo atraente, bonito e muito vistoso pro torcedor acompanhar. Mas estamos nos mostrando uma equipe muito eficiente. Uma equipe que dificulta muito para os adversários. Nos últimos jogos a gente forçou 20, 23 erros e 14 erros contra o Valdivia. O primeiro passo está sendo dado que é ser difícil jogar contra o Flamengo. Daqui a pouco se a gente puder jogar mais bonito e mais eficiente nós iremos fazer. A gente precisa primeiro encontrar uma forma de estabilizar o time.”

Os duelos contra Bauru e Franca pelo NBB

“Dois jogos muito duros. Bauru está instável no campeonato, mas os últimos jogos deles foram muito bons. Jogar lá é sempre difícil. E contra Franca a gente esperar chegar lá e decidir o primeiro lugar no momento na classificação. A gente espera chegar lá depois de uma vitória em Bauru e buscar esse primeiro lugar na classificação e visando a Copa Super 8. São dois jogos muito duros, mas como te falei, o time está mais consistente. A gente está mais confiante no que iremos apresentar, não somente no que se refere aos arremessos, mas um está sabendo mais aonde o seu companheiro está dentro de quadra, confiando na defesa também.”

A preparação especial para o duelo contra Franca na semana que vem

“Se eu falar pra você que não existe uma preparação especial eu estarei mentindo. É inevitável essa preparação pois o duelo é dos dois times que disputaram a final do NBB e do Super 8. Times que ganharam títulos recentemente também. Franca ganhou o Paulista, a gente ganhou o Carioca. É uma rivalidade que nos últimos anos tem crescido e se torna um jogo diferente em razão disso. Mas a preparação tem que ser igual para todos os jogos, esses fatores extra quadra a gente deixa para a diretoria e a torcida.”